Buscar
  • Escola de Rebeldia

Multipotencialidade e a possibilidade de navegar por ambientes multidisciplinares

Atualizado: Mar 31

Desde pequenos somos ensinados que devemos escolher um caminho, uma direção. Entramos na escola que, desde a Revolução Industrial, nos "ensina" como produtos.


Etapa por etapa, vamos nos desenvolvendo, passando pelos testes de qualidade (provas) e, caso aprovados, concluímos todo o processo de aprendizagem e somos lançados no mercado.


Em dado período deste processo, a questão é lançada. Inicialmente não temos resposta e, mesmo com o tempo, a resposta vem e vai, alterna com as estações, com as descobertas, raras são as vezes que se tem uma resposta única. Esse questionamento vai nos acompanhando até tomarmos a decisão que nos acorrenta a um destino que as vezes nem pertence a nós mesmos.



"O que você quer ser quando crescer?”


As indagações começam antes mesmo de perguntas ainda mais importantes, como: “Quem é você? ” Ou “Quais as suas habilidades, gostos? ”

No começo você quer ser X, até descobrir que Y tem uma semelhança maior com seu dia a dia. Então a oportunidade de fazer Z surge e você não vê como largar X e Y para trás. Afinal, também fazem parte de você.

Calma, você não precisa se limitar a um rótulo, escolher um ou outro. Talvez seja uma alternativa aproveitar um pouco de cada, reunir tudo em uma salada de frutas (de forma estratégica e organizada) e se assumir multipotencial.


Multipotencialidade, a curiosidade de ser aquilo que você é


Multipotencial é definido pela psicologia como aquela pessoa que possui interesses e paixões multidisciplinares.


É aquela pessoa da renascença que possui e busca conhecimento diversos. Por conta disso, buscar sempre expandir seu repertório e não limita seus esforços a uma só área do conhecimento.

Não é o contrário de especialistas, mas sente a necessidade de continuar sempre explorando e em constante aprendizado.

O multipotencial se adapta com facilidade e através de suas experiências multidisciplinares, encontra intersecções em assuntos de interesses diversos. Eles se notam como camaleões, Canivetes Suíços ou, como eu prefiro dizer, ornitorrincos (seres especiais e diferentes, que reúnem características diversas, antagônicas e complementares, mas que são vistos por muitos como seres estranhos).

São pessoas curiosas, sedentas pelo inédito e pelo aprendizado. Gostam de experimentar, conhecer. Se indagam, as vezes até acham estranho o interesse e obsessão de alguns diante da imensidão de oportunidades disponíveis em nossa volta.


Parece interessante, mas, e a minha carreira?


Você não escolhe ser multipotencial, ou possuir muitas carreiras. Mas muito já se fala em carreira T. Trata-se de um conceito que engloba a especialidade com habilidades e visões estratégicas. A parte vertical do "T" representa a sua formação principal, a sua especialidade. A linha horizontal está ligada a outras habilidades desenvolvidas e alternativas que podem somar nas suas atividades.

Em um mundo cada vez mais dinâmico, quanto mais um profissional conseguir navegar por ambiente multidisciplinares com facilidade, melhor!

Isso não quer dizer que os especialistas não são importantes, muito pelo contrário, são essenciais. Mas possuir a habilidade de integrar essas especialidades e permitir uma maior agilidade e alinhamento entre as diversas áreas, é um diferencial!

“No mundo atual, temos muitos problemas complexos e multidimensionais e precisamos de pensadores criativos e inovadores para tentar resolvê-los. ” Emilie Wapnick


Gostei, como posso explorar outras habilidades?


Não existe uma fórmula mágica, mas um processo natural em que é preciso se permitir! Por isso, existem 4 pontos são fundamentais para explorar a multidisciplinaridade:

· Ser curioso acerca de novos assuntos, métodos e possibilidades.


O multipotencial está sempre em busca do inédito, ele dificilmente se acomodará com o que conhece pois se interessa em descobrir algo que o desafie novamente;



· Estar sempre aprendendo.


Normalmente você não vai ver um multipotencial sendo o "faixa preta" no seu domínio, mas ele estará sempre aprendendo algo novo e somando habilidades que o deixarão ainda mais completo;



· Se aventurar na arte da experimentação.


O multipotencial ama colocar em prática aquilo que conheceu, isso o permitirá internalizar o assunto, permitindo uma integralização com as ferramentas que já possui;



· Se aperfeiçoar sempre naquilo que já conhece.


Apesar de sempre estar buscando coisas, novas, o multipotencial dificilmente estará satisfeito em ficar estagnado em um conhecimento, pois sabe quem sempre há a possibilidade de melhorar naquele quesito.

Ser multipotencial não te trará todas as respostas do mundo e se pensarmos bem, talvez traga ainda mais perguntas. Mas uma coisa é certa: a rotina e a estagnação não serão suas companheiras durante sua carreira.





Por Gabriel Pimenta

gabriel.pimenta@usereserva.com

0 visualização

©2020 por Escola de Rebeldia. Orgulhosamente criado com Wix.com